afonso9.com :: BLOG Oficial do goleador Afonso Alves ::


Afonso Alves está na mira do Benfica by Villa Nova A.C.
maio 12, 2009, 1:33 am
Filed under: Benfica, Entrevista, Middlesbrough, Notícias, Portugal, RT Marketing, Tibúrcio

“QUEM NÃO GOSTAVA DE IR PARA O BENFICA?”, AFIRMA ROBERTO TIBÚRCIOafonso_blusa

O empresário de Afonso Alves assegurou ontem a Record que o avançado do Middlesbrough não enjeitaria transferir-se para o Benfica, cujo presidente, Filipe Vieira, e o diretor-desportivo, Rui Costa, só hoje voltam de Inglaterra. “Quem não gostaria de ir para o Benfica? Tanto ele como eu gostaríamos que isso sucedesse, pois o Benfica é enorme. Metade da população portuguesa torce pelo Benfica, portanto seria uma opção ótima“, disse Roberto Tibúrcio.

O agente sublinhou não ter recebido ultimamente qualquer contacto do Benfica, mostrando-se surpreendido por a imprensa britânica teimar em colocar o brasileiro de 28 anos na rota da Luz. “Nada de concreto chegou às minhas mãos. Ainda hoje falei com Kia Joorabchian, o meu sócio em Inglaterra, e ele também nada sabia. Contudo, desconheço o que haja entre as direções dos clubes“, afirmou.

Anúncios


Afonso Alves points to the heavens after Boro’s fourth goal by Villa Nova A.C.

Photo by North News

More To Come From Boro’s Six-Shooter

GARETH SOUTHGATE is already looking forward to Afonso Alves’s first full season in the Premier League after seeing him blast six goals in his last six games.

The Brazilian international sprang to life with a brilliant double against Manchester United and hasn’t looked back since.
After paying a club record fee for the 27-year-old, Southgate believes we’ll see him go from strength to strength in a Boro shirt.

“We said we won’t see the best of him until next year and he’ll be better for the experience of the last few months,” he said.
“He’s slowly adapting to the nature of this league – you don’t get free-kicks for the things you do in Holland and the standard is better here but his ratio of goals to games is very healthy now.

“The pre-season is going to be very important. It will be a chance to nail down how we expect him to work next season, as it will be with all the players.

Like all players, Alves needed time to adjust to the rough and tumble of the English game but he’s adapted his style and beginning to reproduce the form that made him Holland’s Player of the Year.

“He’s a goal scorer,” said Southgate. “Aspects of the rest of his game need to be worked on and improved but what we’ve seen in training is what we saw against City.

“Others will score goals, but he lives for scoring goals. He’s got a very cool nature and sometimes people look at that and take it the wrong way and think he doesn’t care, but he certainly does.

“He’ll score goals – I think we’ve seen that already in the matches he’s played. In addition, we’ll have Mido back and he’ll score goals. Between them, all four strikers each offer us something different.

Afonso Alves scored Boro fourth goal – Photo by North News

“Tuncay and Aliadiere will both be stronger for the season they’ve had. Tuncay scored eight goals and that’s a decent return considering he’s not an out-and-out goalscorer. He is a different type of player, but I think he will score more goals.

“Sometimes he looks to do the spectacular rather than a simple finish, but that’s what makes him so enjoyable to watch.”

Meanwhile, Southgate praised Stewart Downing’s goalscoring contribution after his brace against City took him to double figures for the season, with nine coming in the league.

“Ten goals is a good target for a wide player and he’s hit it,” he said.

“He’s matured a lot throughout the season. At times he hasn’t had enough belief in himself and he’s got the evidence of what he can do now.

“We’ve spoken about Ronaldo and watched clips of what he does. Because he’s been in the team for so long we forget sometimes he’s only 23 so there’s a lot of room for improvement still.

“But the quality of his second goal on Sunday was top drawer.”

Site Official do Middlesbrough



Afonso volta pra Holanda com algumas propostas by Villa Nova A.C.

Lembrado por Dunga em todas as convocações, Afonso Alves tem propostas do futebol inglês e turco

Quando o técnico Dunga convocou os jogadores que iriam disputar a Copa América no ano passado, competição da qual a seleção brasileira se tornou campeã ao bater a Argentina na decisão, um nome chamou a atenção dos torcedores e cronistas especializados: Afonso Alves.

A surpresa se justificava pela pouca visibilidade do jogador, que atual no futebol holandês, fruto de um fenômeno que já está se tornando comum, com a saída dos atletas do País para o futebol mundial antes mesmo de eles despontarem no Brasil.

Depois de conquistar o título da Copa América, Afonso continuou a ser lembrado pela comissão técnica da seleção, figurou em todas as convocações que se sucederam e chegou a ser escalado como titular nos amistosos contra a Turquia e os Estados Unidos.

No dia 29 de dezembro, Afonso foi entrevistado durante um vôo Amsterdã-São Paulo, e contou um pouco de sua trajetória meteórica, que tem como último capítulo uma proposta de 20 milhões de euros (52 milhões de reais ou 29,5 milhões de dólares), para se transferir do futebol holandês para o Manchester City (Inglaterra) ou Fenerbaçe (Turquia), de acordo com matéria publicada pelo jornal holandês “Sportwereld”, e confirmada pelo atacante.

Antes do embarque, ainda no aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, Afonso demonstrou que não é assim tão desconhecido. Ele deu autógrafos e posou para fotos ao lado de dois torcedores, ambos brasileiros, que o reconheceram. “As convocações podem ter sido surpresa para todos, menos para mim, pois sempre tive consciência e confiança no trabalho que venho desenvolvendo desde que cheguei para jogar na Holanda”, enfatiza o atacante de 26 anos, que nasceu em Belo Horizonte (MG), onde iniciou a carreira no Atlético-MG e permaneceu dos 13 aos 21 anos.

Em 2002, antes de despontar no Galo, Afonso se transferiu para a Suécia, levado por seu empresário brasileiro, Roberto Tibúrco. Lá, atuou por quatro anos, defendendo o Örgryte e o Malmö. Pelo Malmö, se sagrou campeão sueco em 2004.

Sempre se destacando como artilheiro, Afonso Alves conta que em 2006 despertou o interesse do Heerenveen, equipe holandesa da cidade de mesmo nome. “Já na primeira temporada marquei 34 gols em 31 jogos e fui o artilheiro do campeonato, atuação que não pude repetir em 2007, devido a uma contusão no músculo posterior da coxa direita e por uma suspensão de quatro jogos depois de uma expulsão”, lembra Afonso.

Mesmo com as dificuldades, o atacante terminou o primeiro turno com 11 gols em apenas oito jogos, enquanto que sua equipe ficou na quinta colocação, com 29 pontos em 17 jogos (nove vitórias, dois empates e seis derrotas). “Fico agora alguns dias em Belo Horizonte, revendo os amigos e familiares, e no dia 7 de janeiro retorno à Holanda, com a expectativa de ver concretizada a minha transferência para um dos clubes interessados”, conta ele. “Quero dar seqüência ao meu trabalho, continuar a ser lembrado pelo técnico Dunga e me firmar como titular na seleção brasileira”, finaliza Afonso.

Em outubro passado, Afonso voltou a chamar a atenção dos brasileiros, ao marcar sete gols numa mesma partida do Campeonato Holandês, quando a sua equipe venceu o Heracles por 9 a 0.

Carlos Lara/Colaboração para o BOM DIA, de Amsterdã, editado por Daniel Rodrigues



2007: o ano de ouro na carreira de Afonso Alves by Villa Nova A.C.

Quando saiu do Brasil praticamente anônimo em abril de 2002, para defender o modesto Örgryte IS, de Gotemburgo, na Suécia, o atacante Afonso Alves tinha vários desafios pela frente. O primeiro deles era conquistar o seu espaço no futebol sueco. Isso foi feito de modo avassalador. Nas duas temporadas (2002 e 2003) em que jogou no Örgryte IS, um clube que se limita a lutar contra o rebaixamento à Segunda Divisão, Afonso se destacou como o goleador dos grandes jogos.

O excelente desempenho chamou a atenção do Malmö FF, um time bem mais poderoso, mas que estava atormentado por um jejum de 15 anos sem levantar um Allsvenskan, o Campeonato Sueco da Primeira Divisão. Em janeiro de 2004, o Malmö FF pagou US$ 1.250 milhão ao Atlético Mineiro, detentor dos direitos federativos e econômicos do craque.

A resposta de Afonso em campo foi rápida e inquestionável em 2004: vice-artilheiro do Allsvenskan , ganhador do troféu Bola de Ouro do jornal Aftonbladet como o melhor jogador da temporada e peça decisiva na conquista do título pelo Malmö FF.

Em junho de 2006, a fama e o talento de Afonso extrapolaram as fronteiras da Escandinávia e despertaram a cobiça do SC Heerenveen. O clube holandês pagou € 4.4 milhões e levou o goleador.

Aí veio a consagração, com a quebra de sucessivos recordes. Os números de Afonso são nítidos e não deixam dúvidas quanto ao seu potencial.

Maior artilheiro da Europa em 2006/2007

No que tange aos principais certames europeus da temporada passada, Afonso foi, com folga, o maior goleador do Velho Continente. Os números atestam isso:

:: JOGADOR  CLUBE/PAÍS  NÚMERO DE GOLS
Afonso – SC Heerenveen/Holanda (34)
Totti – Roma/Itália (26)
Nistelrooy – Real Madrid/Espanha (25)
Drogba – Chelsea/Inglaterra (20)
Gekas – Bochum/Alemanha (20)
Pauleta – PSG/França (15)
Liédson – Sporting/Portugal (15)

Maior goleador da história do SC Heerenveen no Campeonato Holandês

:: JOGADOR PERÍODO GOLS Nº DE JOGOS MÉDIA
Afonso Alves 2006/2007 – (45) – 36 – 1,25
Tomasson 1994/1997 – (37) – 78 – 0,47
Huntelaar 2004/2006 – (34) – 46 – 0,74
Samaras 2002/2006 – (29) – 88 – 0,33
Allback 2000/2002 – (25) – 48 – 0,52
Nistelrooy 1997/1998 – (13) – 31 – 0,42

Mesmo tendo participado de apenas sete jogos na atual temporada, Afonso é o vice-artilheiro do certame com 11 gols.

Gols de Afonso na Europa

Afonso tem feito da marcação de gols no Velho Mundo um doce hábito. Considerando apenas os gols anotados nos respectivos campeonatos nacionais, a performance do ex-jogador do Atlético Mineiro é excelente:

TEMPORADA – CLUBE – JOGOS/GOLS 
2002/03  Örgryte IS – 18 – 13  
2003/04  Örgryte IS – 21 – 10  
2004/05  Malmö FF – 24 – 12  
2005/06  Malmö FF – 24 – 14  
2006/07  Malmö FF – 07 – 03  
2006/07  Heerenveen – 30 – 34
2007/08 Heerenveen – 11 – 07
 
TOTAL ATÉ 26/12/2007
Jogos: 135
Gols: 93

   
Por tudo isso, Afonso recebeu do técnico Dunga o reconhecimento pelo ótimo trabalho realizado nesses seis anos de futebol europeu. O artilheiro foi presença constante nas convocações para a Seleção Brasileira e conquistou a Copa América disputada na Venezuela, em junho e julho deste ano.

Começo difícil
    
Nem tudo foram flores no caminho de Afonso rumo ao estrelato. Profissionalizado em 2001, Afonso disputou apenas seis jogos pelo Galo, sempre entrando no segundo tempo. A relação de partidas pelo Atlético é esta:

07/04/2001 – URT 2×0 Atlético – Campeonato Mineiro – Técnico: Abel Braga
06/05/2001 – Rio Branco 1×1 Atlético – Campeonato Mineiro – Técnico: José Maria Pena
30/01/2002 – Atlético 2×2 Atlético-PR – Copa Sul-Minas – Técnico: Levir Culpi
06/02/2002 – Juventude-MT 2×1 Atlético – Copa do Brasil – Técnico: Levir Culpi
08/02/2002 – Atlético 2×1 Paraná – Copa Sul-Minas – Técnico: Levir Culpi
16/03/2002 – América-MG 3×4 Atlético – Copa Sul-Minas – Técnico: Levir Culpi

Antes, em 2000, às vésperas de completar 19 anos,  Afonso foi emprestado para o Valeriodoce Esporte Clube no contexto de uma parceira firmada entre o Atlético e o clube de Itabira, terra do grande poeta Carlos Drummond de Andrade. E foi pelo simpático Valério, no Estádio Israel Pinheiro, que Afonso marcou o seu único gol como profissional no Brasil. Foi na primeira rodada do Campeonato Mineiro daquele ano:

23/01/2000 – Valeriodoce 1×2 Ipatinga – Campeonato Mineiro – Técnico: Rui Guimarães. Os gols do Ipatinga foram marcados por Joãozinho e Dé.

Afonso disputou apenas cinco jogos pelo Valério e voltou para Belo Horizonte.

Assédio

Dezembro de 2007: vários emissários de grandes clubes europeus fazem fila na porta da sede do SC Heerenveen para conversar como a diretoria do clube e com o representante do atleta, o mineiro Roberto Tibúrcio, e tentar adquirir o futebol de Afonso. As propostas partem de € 20 milhões.

JORN. WAGNER AUGUSTO
ASSESSOR DE IMPRENSA DO ATLETA AFONSO ALVES



Afonso é o mais procurado para entrevistas by Villa Nova A.C.
outubro 10, 2007, 11:36 am
Filed under: Eliminatórias, Entrevista, Seleção Brasileira

afonsoentrevista.jpgAlém de Afonso, outros dez jogadores participaram da zona mista na Granja Comary e no primeiro dia de atividades, jogadores fizeram trabalho na sala de musculação

CBF NEWS

Os jogadores Kaká, Julio Cesar, Elano, Lúcio, Julio Baptista, Afonso, Mineiro, Maicon, Diego, Kleber e Alex Silva foram os 11 jogadores que deram entrevistas, nesta terça-feira, na zona mista que acontece antes dos treinos da Seleção Brasileira.

Um dos mais assediados pelos repórteres, em razão dos sete gols que marcou pelo Heenreveen sobre o Heracles, pelo Campeonato Holandês, o atacante Afonso teve que falar também em sueco, idioma que domina em razão dos sete anos que morou naquele país, assim que se transferiu do Atlético Mineiro.

Afonso começou na Suécia em 2002, no Orgryte. Em sua estréia marcou já três gols em um clássico. Ele é muito famoso em meu país, e lá todos queriam que ele fosse sueco para poder jogar na nossa seleção ao lado de Ibrahimovic – disse o repórter Henrik Johnson, da SVT, que entrevistou Afonso na zona mista.

Os jogadores da Seleção Brasileira, em seu primeiro dia de preparação na Granja Comary, fizeram um trabalho na sala de musculação antes dos exercícios de corrida sob a orientação do preparador físico Paulo Paixão.

afonsotreino.JPG



Afonso: ‘Brasileiros me conhecerão melhor’ by Villa Nova A.C.
outubro 8, 2007, 5:27 pm
Filed under: Entrevista

Atacante revela que quase foi jogar no futebol inglês e que nunca passou perto do Maracanã
 
Fabrício Costa
Do GLOBOESPORTE.COM, no Rio de Janeiro

afonsobrasilxmexico.jpgGrande aposta do técnico da Seleção Brasileira, Dunga, para a disputa das eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, o atacante Afonso Alves, do Heerenveen, nunca pisou e nem sequer passou perto do Maracanã, local da partida contra o Equador, dia 17 de outubro. No entanto, o centroavante, de 26 anos, chega à seleção brasileira com o moral elevado por ter quebrado mais um recorde na Holanda. Se no ano passado havia feito 34 gols, em 31 jogos, pelo Campeonato Holandês, neste domingo, o artilheiro surpreendeu os críticos novamente. Ele marcou sete tentos contra o Heracles, na vitória de seu time por 9 a 0.

Em entrevista exclusiva ao jornalista do Portal GLOBOESPORTE.COM, por telefone, Afonso garante que desfruta de prestígio na Europa. Diferentemente do que acontece em relação à mídia brasileira.

Não estou preocupado com quem pediu a convocação do Alexandre Pato no meu lugar. Tenho que mostrar trabalho é para o Dunga. Os brasileiros vão me conhecer melhor a partir das eliminatórias. Aos poucos vou ter no meu país o prestígio que desfruto na Europa. Aqui todo mundo me conhece.

GLOBOESPORTE.COM: O que te veio à cabeça após marcar sete gols numa partida?
AFONSO ALVES:
Nunca havia passado pela minha cabeça atingir essa marca. Mas acontece de vez enquando, né! (risos). Só três jogadores tinham conseguido feito parecido no Campeonato Holandês. O Van Basten e mais outros dois atacantes fizeram seis. É um recorde que ainda não digeri. Só caí na real quando recebi ligações dos meus pais e dos meus irmãos que estão no Brasil. É bom saber que com um jogo e meio já sou o vice-artilheiro da competição (NR: Huntelaar, do Ajax, lidera a artilharia com 13 tentos).

filmadora.JPGVeja os 7 gols do artilheiro no jogo

Por que você disputou pouco mais de uma partida?
Porque eu havia recebido algumas propostas de clubes europeus, como o Middlesbrough, o Everton (ambos da Inglaterra) e o Wolfsburg, da Alemanha. Então, os dirigentes preferiram me deixar no banco. Mas não cheguei a um acerto com outro time. E, em seguida, o Heerenveen me fez um contraproposta interessante. Decidi ficar na Holanda e fiz sete gols no primeiro jogo que atuo o tempo todo. Em janeiro, vou ter mais tempo para decidir o meu destino, quando a janela de transferências se abrirá novamente.

Você não chegou a disputar campeonatos no Brasil, mas conhece o Maracanã?
Não. Nunca sequer passei perto dele. Joguei por dez anos no Atlético-MG. Neste caso, minha referência no país é o Mineirão. Acho que isso pouco importa. Posso dizer que já joguei nos principais estádios europeus, pois estou no exterior há cinco anos .

Você briga por uma vaga no grupo ou entre os 11 titulares do Dunga?
Acho que todo mundo que ele (técnico da seleção brasileira) convocou para disputar as eliminatórias têm condições de surpreender. Não só eu, mas também os outros. Quero muito ser titular. E sei que estou preparado para isso. Mas só entram 11 em campo (risos). Não adianta forçar a barra. Sei que sempre vou sofrer uma grande cobrança. O que me conforta é ter consciência de que não sou qualquer jogador.

Quais são os seus maiores sonhos?
Ah, sem dúvida, meu sonho é disputar e ser campeão de uma Copa do Mundo. Além de um dia jogar em clube grande do Brasil. De preferência no Atlético-MG, que foi fundamental na minha formação. Sem falar que é em Belo Horizonte que mora toda a minha família.



Afonso em busca da oportunidade na Seleção Brasileira by Villa Nova A.C.
junho 4, 2007, 12:52 pm
Filed under: Entrevista, Jogos, Notícias, Seleção Brasileira

Fonte: CBFNews

treino_braxtur1.jpgConvocado por Dunga pela primeira vez para a Seleção Brasileira, o atacante Afonso diz que já se sente à vontade no ambiente com os novos companheiros, muitos dos quais sequer conhecia, nesses dias de convívio em Londres e agora em Dortmund.

Depois de entrar no segundo tempo no jogo contra a Inglaterra, e de ter participado de duas jogadas que quase terminam em gol, Afonso com seus 34 gols em 31 jogos pelo time holandês Heerenveen na última temporada, espera retribuir a confiança de Dunga deixando sua marca na rede adversária caso tenha nova oportunidade nesta terça-feira diante da Turquia.

:: Veja entrevista concedida ao Site Oficial da CBF